Marketing de Conteúdo

Mídia Social não é só Facebook

Para muitas pessoas e empresas, quando se fala em gestão de mídias sociais, vem na cabeça somente Facebook e Twitter. Algumas empresas já estão acostumadas a investir em YouTube, Google+ (excelente para o desempenho no buscador) e Instagram.

Dependendo do perfil da empresa, investir em Pinterest e Slideshare também é muito positivo. Mas a internet é muito mais do que isso e já existem muitas redes sociais de diferentes nichos.

Quem sabe não vale a pena sua marca abrir mais o leque de opções e ao invés de investir em redes com grande número de usuários, investir em mídias com menos usuários, só que interessados diretamente no assunto do setor da sua marca?

Usuários de redes de nicho se associaram a elas porque gostam do tema, por isso tendem a ser mais interessados e mais engajados. Que tal buscar mais redes que tenham a ver com seu expertise?

Fica mais fácil conhecer o perfil do público das redes e por isso criar relacionamentos. Conheça algumas redes fora do circuito mais óbvio.

StumbleUpon

Rede social que exibe postagens a partir de uma categoria ou palavra-chave. O algoritmo da rede faz uma filtragem e você só recebe o que interessa. É possível classificar os conteúdos que agradaram ou não, possibilitando buscas mais aprimoradas de acordo com suas preferências. Só é possível fazer amizade com quem tem os mesmos interesses.

Muitos veículos de comunicação já utilizam a rede social para fazer pesquisa de pauta e empresas utilizam para fazer pesquisa de conteúdo. Muitas vezes a rede fornece bons conteúdos, infográficos e imagens sobre os assuntos pesquisados, vale a pena fazer uma visita. Dependendo do público da empresa (se for dado a pesquisas), pode ser interessante publicar, ou apenas fazer pesquisas. A desvantagem principal é que está em inglês.

Tumblr

O Tumblr é uma rede social que permite publicações em todos os formatos: fotos, vídeo, texto, citações, links, áudio, mas o que faz sucesso mesmo são os gifs. Quem publica usa hashtags para ser encontrado e é possível seguir outros blogs, com as opções de interação entre “gostar” e “reblogar”, para que apareça no painel do usuário.

É possível acompanhar quem se segue e as pesquisas, além de ser possível criar mais um tumblr com a mesma conta. É possível personalizar a interface, com templates, fotos e tags. O tumblr é uma rede social mais popular entre os jovens e ideal para compartilhar imagens bonitas, curiosas e histórias com humor.

Chirp

É um aplicativo de compartilhamento de arquivos de áudio. Ele emite uma frequência de som específica durante dois segundos e todos os aparelhos que também tenham o app podem fazer o download, mas também é possível compartilhar isso via YouTube. É uma vantagem com relação ao Bluetooh. É uma rede bacana para marcas que trabalhem com indústria musical, músicos, gravadoras, produtoras musicais, etc.

Vine

A rede social foi sensação desde o lançamento, explorando o conceito de gifs animados. O próprio usuário pode criar vídeos de alguns segundos, e não precisam ser seguidos. É possível cortar em pequenos trechos, produzindo essencialmente vídeos muito engraçados. É bom para quem trabalha com cultura pop, arte, humor e tem o público jovem como target.

Skoob

É uma rede mais antiga e conhecida de muitos apreciadores de literatura. É bom para marcas que trabalham com livros, como editoras, companhias de teatro, livrarias, escritores e outros negócios relacionados. Os usuários compartilham opiniões sobre os livros que gostaram e dão “check-in” nos livros que estão lendo. É possível descobrir novos livros para ler, conhecer escritores, adicionar conteúdos. Outra possibilidade é fazer listas com os livros que já leu e pretende ler, e até saber qual a média de páginas que você já leu no total. Uma funcionalidade plus permite disponibilizar livros para troca.

Delicious

Também não é uma rede nova, mas teve um aumento de usuários no último ano. É uma rede que permite aos usuários classificarem seus sites favoritos através de tags e acessar isso de qualquer local É possível compartilhar esses bookmarks com os amigos e pesquisar assuntos.

Esqueceu o nome de um site que gosta ou não encontra onde guarda o link? Com o Delicious você pode organizar seus favoritos com tags e categorias. É uma boa ferramenta para quem acessa muitos sites, trabalha com muitos conteúdos, como pesquisa acadêmica, jornalismo, publicidade, análise de estatísticas, etc. O perfil da rede é formado em sua maioria por acadêmicos, com mais de 5 milhões usuários registrados. Trabalha com esse público? Interaja com os usuários através de seus bookmarks!

Foursquare

Conhecida já de muitos, o Foursquare é um aplicativo para dispositivos móveis, cujo objetivo é fazer check-in no lugar em que está, fazendo comentários e interagindo as pessoas que estão perto. Quando o usuário é o que mais faz check-ins em um lugar, ganha sua “Prefeitura”.  Os locais visitados e interações contam como pontos e medalhas.

O app é integrado ao Google Maps e exibe uma lista de locais bem votados na vizinhança, mostrando fotos e opiniões. É bom para as empresas terem o local cadastrado, porque os usuários vão fazer check-in e compartilhar em seus perfis integrados do Facebook e Twitter. Ideal para empresas que a localização importa bastante, como academias, bares, restaurantes, clubes, boutiques, etc.

Fashion.me

Idealizada pelos brasileiros Flávio Pripas e Renato Steinberg, é uma rede social para amantes de moda e já utilizada por muitas marcas do setor. É o seu caso? Não deixe de investir.  O Fashion.me oferece recursos para criação de looks, informações sobre moda, espaço para marcas divulgarem coleções com páginas vinculadas ao site.

Rede do Plástico

Esse é um exemplo de rede social bastante segmentado. Empresas e profissionais do mercado de plástico tem contato com fornecedores e clientes para propiciar novos negócios. Com notícias sobre o setor e um painel de cotação de matérias primas, a rede é muito promissora para quem participa desse ramo.

TripAdvisor

É uma das redes sociais de turismo mais famosas e confiáveis do mercado. Resenhas sobre restaurantes, hotéis, lugares, passeios, etc… De qualquer lugar do mundo. Os usuários podem atribuir nota aos estabelecimentos e dar dicas para outros. A própria comunidade alimenta o conteúdo do site e é possível planejar uma viagem inteira, do transporte aos passeios, passando pela hospedagem, com as dicas de quem já viajou, passagens aéreas, absolutamente tudo. Se sua marca trabalha com turistas, precisa estar bem falada aqui.

Dogster

Rede voltada para quem é louco por animais de estimação. Informações sobre veterinários, saúde dos bichos, além da possibilidade de trocar fotos dos animais com outras pessoas é o que preenche a plataforma. Vídeos de animais e até informações sobre como adotar um animal também estão lá. Se a marca trabalha com o segmento pet, é o lugar.

Casa Pro

Comunidade para profissionais do ramo da construção e design, como arquitetos, decoradores, design de interior, urbanistas, engenheiros, paisagistas. A rede tem fotos dos projetos, portfólios e os profissionais podem sugerir pautas para a redação do site casa.com.br.

Os exemplos fornecidos não atingem todos os públicos e marcas, mas já mostram como é possível encontrar uma rede de nicho para engajar usuários, procure a mais apropriada para sua marca. Existem redes para médicos, advogados, fotógrafos e uma infinidade de assuntos. Social media é muito mais do que Facebook.

Rafael Rez

Autor do livro "Marketing de Conteúdo: A Moeda do Século XXI", com 3.000 cópias vendidas nos primeiros 90 dias. Possui MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 2013. Fundador da consultoria de marketing digital Web Estratégica. Além de Empreendedor e Consultor, é Professor de Pós e MBA em diversas instituições de ponta. Em 2016 fundou a Nova Escola de Marketing.

Assista à série Marketing Hacks!

Comentar





Patrocinadores

GoMarketing.cloudNova Escola de MarketingMonetizze

Mantenedores

LaharSEMRushLeadLoversSambatechClint.digitalUnbounce


Receba nosso melhor conteúdo no seu e-mail! | Inscreva-se:

x

Webinário exclusivo sobre Marketing Digital

Como criar uma Estratégia de Marketing Digital na prática